Tempo de Leitura: 5 mins

Minha carreira no fitness já soma 20 anos sendo mais de 17 liderando times, formando líderes e prestando mentoria a gestores e proprietários de academia. Nesse artigo vou compartilhar com você alguns segredos e dicas importantes que eu descobri após todos esses anos atuando. Essas dicas servirão para você exercer uma liderança de resultados, focada no que realmente tem valor para melhorar a gestão em academia.

Entenda, tudo começa com o proprietário, isso é uma verdade que aprendi ao longo do tempo, quando digo isso quero dizer que o grau de envolvimento, vontade, conhecimento, atitude, disciplina, organização, metodologia, enfim o desenvolvimento do proprietário é determinante no sucesso de uma empresa, e uma academia nada mais é que uma empresa, já vi e ainda vejo muitos proprietários buscando milagres, por exemplo querendo que seus colaboradores tratem bem os clientes, mas eles não tratam bem os seus colaboradores, querendo performance em vendas mas não querendo pagar comissionamento para as consultoras e por ai vai.

O proprietário dita o “tom” da sua academia é nele que está o propósito, o ritmo das ações, o clima organizacional ele é o grande maestro do seu negócio por isso precisa ter muito foco e atenção em como conduz tudo.

Pode observar, uma academia quase sempre é “a cara” do proprietário em todos os sentidos. Não é incomum proprietários não conseguirem compreender esse papel e por isso não estão obtendo os resultados que gostariam, recomendo a você que vive essa realidade, buscar conhecimento em marketing, gestão financeira, gestão de pessoas, gestão de negócios, vendas, enfim tudo que envolve uma empresa, esse é um ótimo caminho para obter melhores resultados.

Outra descoberta que fiz, tem a ver com minha experiência como coordenador, que se materializou através de uma atitude minha, sim eu identifiquei uma oportunidade, montei um projeto de coordenação e fiz uma proposta para o proprietário da academia, ele olhou minha ideia, gostou do meu projeto e aceitou, aqui trago a grande lição que aprendi para que você possa colocar em prática, um bom líder precisa ter ATITUDE.

Um bom líder sabe colocar suas ideias organizadas no papel e criar suas oportunidades com ATITUDE, um líder sem atitude não consegue exercer da melhor forma sua liderança pois não transmite a segurança e energia que requer a posição.

Portanto se você é ou quer ser líder, tenha atitude, já se você é o proprietário observe essa habilidade nos seu time principalmente nas lideranças. Você tem uma boa ideia na cabeça? Organize ela no papel e apresente a seu gestor, a seus colaboradores, a sua liderança, enfim faça! Tenha atitude. Inclusive propagar esse pensamento de ter atitude é tarefa das lideranças, quando você consegue colocar esse senso no seu time tudo flui melhor.

Aprendi que o melhor conhecimento que você precisa adquirir para gerir você, seu time e consequentemente uma empresa é o comportamental, explico porque: Saber sobre comportamento humano é valioso no ambiente das pessoas, é muito útil para gerenciar o time e também muito benéfico para seu ambiente interno, isso mesmo no seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Toda mudança começa com o ganho da percepção de que você não sabe tudo, que não tem habilidades suficientes para interagir com todos os ambientes de forma performática, quando você admite isso e busca conhecer suas habilidades e limitações e principalmente como pode melhorar, você irá deparar-se com o conteúdo de desenvolvimento comportamental, neurociência, PNL, coaching etc.

Todo esse conhecimento vai tornar você melhor como pessoa e consequentemente como profissional, com certeza isso irá passar para as pessoas que trabalham com você, seu time. Entenda uma coisa, não conseguimos obter performance positiva em uma empresa que é feita de pessoas (até aqui todas são), que entrega serviços à pessoas, por meio de relacionamento continuo, sem entender e se desenvolver em comportamento humano, portanto busque tal desenvolvimento. Para aprofundar estude comunicação humana, PNL, neurociência, perfil comportamental DISC etc.

Aprendi que as pessoas precisam de gestão, acompanhamento humanizado, individualizado, personalizado, pessoas precisam de pessoas, precisam de um ambiente motivador, desafiador e envolvente e tudo isso é missão da liderança em todos os níveis, desde o proprietário que escolhe seus líderes e dos líderes que escolhem seu time.

De qualquer forma gerenciar as pessoas é ponto chave para o desenvolvimento de uma empresa, portanto busque ficar muito, mas muito bom em gestão de pessoas.
Descobri que resultados positivos em uma gestão acontecem com muito planejamento estratégico, ponto que é na maioria das vezes negligenciado pelos proprietários, que com uma rotina pesada de trabalho, não conseguem ajustar sua agenda para ter um momento de planejamento estratégico.

Veja também:
Comportamento positivo na academia: você já ouviu falar?
Os 3 principais desafios do coordenador de academia e como resolvê-los

Pensar estrategicamente poupa tempo, minimiza erros e coloca o negócio no trilho certo principalmente em termos de posicionamento, pensar o negócio é a grande chave para o sucesso. Um proprietário precisa entender seus três papeis dentro de um negócio: O empreendedor, o gestor e o operacional.

O empreendedor é o sonhador, aquela pessoa que idealizou o negócio, tem sua emoção envolvida no empreendimento, é por muitas vezes disperso e seu grande foco é fazer relações com os clientes, colaboradores, fornecedores etc. Tem pouco planejamento envolvido nesse papel, trata-se de um promotor do negócio, o homem das ideias.

O Gestor é o organizador, o planejador, ele cuida do financeiro, dos processos, da entrega, das vendas, enfim é o papel que controla o negócio, sempre com os pés no chão, na maioria das vezes com os números ao seu lado para auxiliar nas tomadas de decisões, definitivamente é o gerente do negócio, o que tem a clareza estratégica juntamente com os controles.

O operacional é aquele que coloca a mão na massa, que faz o trabalho na ponta, no caso de uma academia é o proprietário que ainda ministra aulas, ou está na recepção fazendo turno, por vezes ele pode também estar fazendo algo na manutenção etc. Ele faz tudo na operação, menos ser proprietário e gestor.

A grande questão dessa descoberta é que a maioria dos proprietários distribui de forma errada a atenção e o foco nesses papeis, normalmente são 80% do tempo operacionais, 10% empreendedores e 10% gestores, quando a distribuição adequada deveria ser 60% gestor, 30% empreendedor e 10% operacional.

Claro que tenho muitas outras descobertas feitas ao longo de todos esses anos, mas essas são as principais e mais estratégicas, quando olhadas da forma certa, com atenção e foco, irão com toda certeza promover mudanças efetivas na sua academia e no seu negócio como um todo.

Espero ter ajudado a ter bons insights , até um próximo artigo.

Ruy Lemos
Author

Formado em Educação Física pela ULBRA-RS, Pós-graduado em Marketing Esportivo pela Gama Filho, atua há 20 anos no mercado fitness. Já gerenciou grandes redes e academias no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Atuou também como Gerente Comercial em uma multinacional de equipamentos fitness.Também possui formação em Coaching e Análise Comportamental e Liderança Tracy pela Sociedade Brasileira de Coaching - SBC.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

IMPACTO DE VENDAS 100% Online

Utilize estratégias e ferramentas com quem está fazendo resultado! Agora 100% Online.

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS
×

IMPACTO DE VENDAS Curso Online

Faturamento BLINDADO durante a pandemia!

SAIBA MAIS